hora,data

[Guarabira] -

Religio

sexta-feira, 4 de março de 2011

Saudades do Uirapuru

Sou filho e sobrinho de músicos. Meu pai, João Epifanio, era professor de música. Como eu gostava de vê-lo e ouvi-lo lendo partituras e tocando o clarinete. Com ele aprendi um pouco de uma coisa e de outra. O irmão de meu pai, José Henriques da Costa, mais conhecido como Zé Pereira, foi o grande maestro de banda de música da Serra da Raiz.

Meu pai também formava corais com seus alunos em Guarabira. Trazia para nossa casa rapazes e moças para ensaiar as músicas cantadas a várias vozes, e eu, ainda criança, ficava encantado com os ensaios e apresentações do coral, do qual posteriormente passei a fazer parte. Em Guarabira, lembro também de corais organizados pelo professor Domingos Fragoso, uma das amizades musicais de meu pai.

Essas amizades musicais nos renderam momentos inesquecíveis. Meu pai adorava receber pessoas em casa. Certo dia, ele disse ao grande maestro Pedro Santos: ─ Qualquer dia desses apareça lá em casa, que será um prazer. E não é que o maestro apareceu mesmo? Num ônibus, levando junto com ele o coral da Universidade Federal da Paraíba e uma orquestra de câmara. Nesse tempo, morávamos em Serra da Raiz, e a cidade era deficiente telefônica. Somente um posto, com mensageiro para dar recados nas casas, e às vezes o telefone dava problema. Daí que, por falta de comunicação mais segura, a chegada dos músicos foi uma surpresa para nós. De início, foi aquele corre-corre, principalmente da parte de minha mãe, para acolher decentemente as visitas ilustres.Mas se na cidade faltava telefonia, sobrava hospitalidade. Rapidamente, vários amigos se oferecerem para também hospedar os universitários. No final foi tudo maravilhoso. Pena que não tivemos como gravar em vídeo aquelas apresentações de rara beleza.

Por falar em vídeo, um dia destes, num site de relacionamento, um amigo postou um vídeo antigo, que eu desconhecia, de Nilo Amaro e seus cantores de ébano. Para minha surpresa, a música cantada pelo grupo é Uirapuru, que fazia parte do repertório dos nossos corais, corais dos rapazes e moças que cantavam lá em casa, corais do professor Domingos, corais de meu pai, com suas inesquecíveis amizades musicais.




Um comentário:

rosaluna_63 disse...

Me lembro muito bem do Prof. João Epifânio ensaiando com a gente lá no Colégio da Luz a música Uirapuru. Bons tempos aqueles...
Rosana Diôgo - Gba/PB/BR

Postar um comentário

/