hora,data

[Guarabira] -

Religio

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

09 de fevereiro: viva o dia do frevo!

Do DVD nove de frevereiro recolhi o frevo Corisco, de Lourival Oliveira, executado por Antonio Nóbrega, e do site café Colombo (cafecolombo.com.br), este poema para o frevo, que segundo aquele site, foi extraído da edição do Jornal do Comércio, de 09 de fevereiro de 1936.


Soneto

Ascenço Ferreira

E o frevo vem vindo
vem vindo na onda
se parafusando,
se destrembelhando,
e se esbagaçando…

- Congote cheiroso, que é que tu põe?
- Moleque atrevido, cheira tua mãe!

A coisa é gostosa,
É bôa que dói
emperra e destranca
na volta cruel
do chão de barriga

- Enseba as canelas e vai merguiando!
- Meu Deus uma vela que estou me findando!

E a marcha amolleca
nas ancas as coxas
A raça se espreme
se junta, amanhece
no pateo da séde…

- Aguenta no passo, negrada do diabo!
- Seu mestre mais uma senão eu me acabo!

Vem tudo suado
na marcha regresso
pingando de gozo
nos ôio estrepado
da negra do rancho…

- Quem é que belisca as cadeiras da negra?
- Me dá tostão de beiço, mulata!

E o frevo vai indo
vai indo na onda
se parafusando
se destrambelhando
e se esbagaçando…

- Ascenso, larga de besteira!
- Amanhã é segunda-feira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/