hora,data

[Guarabira] -

Religio

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Um tempo todo seu


Um tempo todo seu: o direito ao lazer das mulheres, na perspectiva do Direito do Trabalho e dos Direitos Humanos, e à luz de Um teto todo seu, de Virginia Woolf.

Antônio Cavalcante da Costa Neto

(Artigo publicado na Revista da ESMAT 13 – Escola Superior da Magistratura Trabalhista da Paraíba – Ano 3, número 3, setembro/2010).

RESUMO. Este trabalho tem como objetivo trazer à reflexão o tema do direito ao lazer das mulheres, na perspectiva do Direito do Trabalho e dos Direitos Humanos, a partir de ideias básicas expostas no livro Um teto todo seu, de Virginia Woolf.

Palavras-chave: tempo, mulheres, lazer, trabalho, Um teto todo seu, Virginia Woolf.

ABSTRACT. This work has as objective to bring to the reflection the theme of the right to the women's leisure, in the perspective of the Labor Law and of the Human Rights, starting from basic ideas exposed in the book A room of one’s own, by Virginia Woolf.

Keywords: time, work, women, leisure, work, A room of one’s own, Virginia Woolf.

Introdução

“Mas, dirão vocês, nós lhe pedimos que falasse sobre as mulheres e a ficção ─ o que tem isso a ver com um teto todo seu?” Assim começa o livro Um teto todo seu, de Virginia Woolf. Num tom reflexivo e questionador, a autora cogita sobre as várias possibilidades de se falar sobre mulheres e a ficção. Fazer comentários sobre escritoras conhecidas ou referências sobre obras escritas por elas? Talvez essa não fosse a melhor saída. O tema poderia significar um mundo de coisas sobre a própria “natureza” da mulher e do universo feminino; a literatura escrita por elas e sobre elas seria apenas uma parte desse universo. Por isso, depois de sentar-se à margem de um rio e começar a pensar sobre o sentido das palavras do tema que lhe foi proposto, a autora-personagem intuiu um jeito diferente de tratar a questão. Desnudaria, diante de todos, sua opinião sobre algo aparentemente insignificante, mas que, pensando bem, é fundamental: “a mulher precisa ter dinheiro e um teto todo seu se pretende mesmo escrever ficção.” (WOOLF, 1997, p. 8).

Este trabalho tem como referencial básico o livro Um teto todo seu, de Virginia Woolf. Não se trata de uma resenha sobre a obra, mas de uma reflexão sobre os problemas relacionados ao direito ao lazer das mulheres, examinados na perspectiva do Direito do Trabalho e dos Direitos Humanos, e iluminados por ideias colhidas naquele livro.

Para ler o texto integral clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/